Martelo: como escolher e como usar

faça você mesmo

Martelo: como escolher e como usar

Quem não conhece o martelo? Ele realmente dispensa apresentação.

Ter um desses em casa, na sua Caixa de Ferramentas, é essencial para fazer serviços como pregar algo na parede, arrumar aquele móvel que está bambo ou, até mesmo, para quebrar nozes!

 

Origem:

O martelo (do latim marculus ou martulus) é uma arma branca antiga, de madeira ou metal e uma ferramenta usada na indústria para se golpear objetos. Possui, conforme o uso ao qual se destina, inúmeros tamanhos, formatos e materiais de composição, tendo todos a característica comum do formato, que consiste em um cabo ao qual se fixa a cabeça, através do alvado ou olho.

 

Usos:

Uso variado, indo do direito à medicina, da carpintaria à indústria pesada, da escultura à borracharia e do desporto às manifestações culturais. Seu uso se chama martelação, martelagem ou martelamento; a ação diz-se martelar, martelejar ou malear; já, aquele que usa tal instrumento é o martelador ou marteleiro.
No ambiente doméstico, o uso principal é o de fixação de pregos ou tachas, ou para quebrar objetos.

faça você mesmo

 

 

Partes do Martelo:

Alfeça (alfece, alfeço alferça ou alferce): é a peça de ferro ou aço utilizada para abrir o alvado.
Alvado ou olho: orifício onde o cabo é fixado
Cabo: local onde a ferramenta é segura. Sua finalidade é eliminar as vibrações do impacto, com a distância e desvio de direção.
Cabeça: pode ser tanto o conjunto superior da ferramenta, como a parte romba desta.
Orelha: lado oposto da cabeça, que em alguns modelos é fendida, a fim de permitir que sejam arrancados ou acertados os pregos.
Unha: parte curva, terminada em gume, da orelha.

faça você mesmo

Partes do Martelo

 

 

Tipos:

O martelo possui, dependendo do uso a que se destina, vários tamanhos, formatos, pesos e materiais. O que poucos sabem é que cada um deles tem sua utilização correta e segura.

Martelo de pena: utilizado em mecânicas industriais para a manutenção geral de equipamentos.
Martelo de unha: o mais comum. Apresenta uma extremidade fendida, para arrancar pregos e abrir caixas. Também conhecido como martelo de carpinteiro.

faça você mesmo

Tipos de Martelo

 

Martelo de estofador ou chapeador: possui a cabeça achatada na parte de trás, para pregos menores. Considerado um martelo leve, para pregar pregos e tachas.
Martelo de bola: possui, numa de suas extremidades, o formato de bola. É usado para bater em metal ou aplicar rebites. Muito utilizado em funilarias e reparos automotivos.

Camartelo ou martelo de pedreiro: um lado da cabeça é agudo ou em gume e o outro lado é rombo (redondo ou quadrado). Usado em canteiros de obras para desbastar pedras e tijolos.

faça você mesmo

Tipos de Martelos:
A.- Bola
B.- Estofador ou Chapeiro
C.- Camartelo ou de Pedreiro

 

Marreta: tem uma cabeça de aço pesada (até mais de 2,7 kg). Usado em obras, para derrubar paredes de tijolos ou portas, mas, também, é empregado na mineração.

Martelo de forja: possui uma cabeça que pode pesar até 9 kg, com um cabo comprido para trabalhos pesados.

faça você mesmo

Tipos de Martelo

Martelo de faces macias: geralmente, a cabeça tem um material diferente, como cobre, borracha ou nylon, em cada face. Um dos mais utilizados é o que possui uma face de borracha mole e outra de borracha dura. Usado em superfícies onde não se deseja danificar.

faça você mesmo

Martelo de Faces Macias

 

Existem, ainda, muitos outros tipos de martelo, para usos diversos, como martelo cirúrgico,  do escultor,  arqueológico,  de cozinha,  de geologia, mascoto (para fabricação de moedas), etc.

faça você mesmo

Outros Tipos de Martelo

 

Como usar:

1. Segure com firmeza o cabo do martelo. O melhor ponto para segurar a ferramenta é bem próximo ao final do cabo (divida mentalmente o cabo em três partes e segure-o na região da terceira parte).
2. Ao martelar, mantenha o punho firme e use o movimento do braço para realizar a ação. Deixe o martelo fazer a maior parte do trabalho com seu próprio peso: não faça muita força para golpear, pois isso prejudica a precisão e pode causar acidentes.
3. Levante seu braço na altura necessária para alcançar a forma correta. Para martelar com mais força, levante seu braço bem para trás e mova-o para frente de forma rápida e firme.
4. Certifique-se que a face do martelo (na cabeça) esteja em paralelo com a superfície a ser martelada. Assim, evita-se que ocorram danos na cabeça do martelo e diminui-se a chance do mesmo escapar da sua mão ou danificar a superfície de trabalho.
5. Segurança: use sempre os equipamentos de proteção adequados antes de realizar qualquer reparo (óculos de proteção, luvas, etc). Antes de utilizar o martelo, verifique as condições do cabo (trincas ou outros defeitos). Certifique-se de que o cabo esteja bem preso na estrutura metálica.

Utilize o martelo correto para a atividade exercida, pois o seu uso incorreto poderá danificar o material ou causar ferimentos.
Muito provavelmente você nunca tinha percebido quantas coisas são levadas em consideração para se trabalhar com um martelo de forma segura, não é? Pois bem, redobre sua atenção na próxima vez em que for utilizá-lo!

 

Faça Você Mesmo  Conclusão:

O martelo é uma das ferramentas mais utilizadas por todos nós. Devemos sempre escolher o mais adequado para cada uso e atentar para os itens de segurança, pois não se deseja um serviço mal feito, e, muito menos, um dedo “amassado” ou quebrado!
Na sua caixa de ferramentas, deve-se ter, pelo menos, um martelo de unha de tamanho médio. Se quiser ser mais prevenido, um martelo de pena e um de estofador podem ser muito úteis, também.

 

Resolva Você Mesmo - Comentários

 

Agora, deixe suas impressões abaixo:

 

Você pode gostar também de...