Como trocar um reator de lâmpada fluorescente

resolva você mesmo

Vamos imaginar uma situação em que estamos diante de uma luminária com uma lâmpada tubular fluorescente e a lâmpada aparentemente queimou.
O primeiro passo é fazermos a troca da lâmpada fluorescente e se mesmo assim, ela continuar não funcionando, pensamos então que o problema está no reator.
O reator é uma peça que tem como função, em palavras bem simples, adequar a corrente elétrica para melhorar o desempenho e a durabilidade de uma lâmpada fluorescente.

O reator é composto por uma caixa, onde estão os circuitos moduladores e por fios elétricos que partem dessa estrutura.
Estes fios serão conectados à luminária e à rede elétrica de alimentação.
Na caixa do reator, em geral, vem uma etiqueta com as especificações para realizar a instalação de forma correta. Assim, para saber quais fios utilizar e onde conectá-los, é necessário consultar essas instruções.

Existem vários tipos de reatores: para uma única lâmpada ou para duas ou várias.
Você deve entender como é a configuração da luminária para escolher o reator adequado.
Outro jeito, seria levar o reator avariado à loja e solicitar um semelhante.

 

Veja, na segunda parte do VÍDEO abaixo, como proceder:

 

 

 

Passo a Passo:

1) Desligar a fonte de energia da luminária, através do interruptor, do disjuntor ou do desligamento da chave geral do quadro de força.
2) Acessar a lâmpada da luminária. Para isso, você deve desmontar a luminária. O reator pode estar logo ao lado da lâmpada ou embutido na luminária ou ainda embutido no teto ou forro de gesso. Depende do modelo da luminária.
3) Desconectar a lâmpada do soquete. Guardá-la em local seguro.
4) Acessar o reator.
5) Cortar com um alicate de corte, os fios que se ligam ao soquete da lâmpada, um de cada lado e os fios que estão conectados com a energia do local.
6) Agora, vamos ligar o novo reator. No corpo do reator, há uma etiqueta com as especificações do fabricante e nela há orientações do esquema de ligação dos fios.
7) Um par de fios que, pode ser azul, vermelho ou branco por exemplo, deve ser conectado, um de cada lado, aos soquetes da lâmpada. Há um vídeo no nosso site que aborda este assunto de conexões de fios elétricos.
8) Agora, vamos ligar os fios que receberão a alimentação de energia do local. Se no local, a energia fornecida for 220v, vamos utilizar os fios marrom e preto. Caso, a energia fornecida seja a de 110v, utilizaremos os fios preto e branco (essas cores podem variar conforme a marca do produto).
9) Conecte a lâmpada e ligue o fornecimento de energia para testar se tudo está funcionando, antes de montar a luminária.
10) Se tudo estiver em ordem, siga com a montagem da luminária, mas não se esqueça de, antes, desligar novamente a energia para evitar acidentes.

 

Resolva Você Mesmo     DICAS

– Existem vários modelos de reatores. Na hora da compra, certifique-se que está adquirindo o modelo correto. Leve o reator com defeito na loja ou tire uma foto no celular, caso não queira levar a peça como modelo.

– Um reator pode servir mais de uma lâmpada. Sempre olhar a orientação na etiqueta que está no corpo do reator. Por exemplo, o fabricante pode orientar que se conecte um par de fios vermelhos e uma lâmpada e o outro par de fios azuis em outra lâmpada. Ou ainda, os fios que se conectam às lâmpadas podem ser todos da mesma cor. Assim, consulte sempre as orientações, antes da instalação.

– Por vezes, as instruções da etiqueta estão em letrinhas muito pequenas. Use uma câmera fotográfica ou do próprio telefone celular, para capturar uma imagem da etiqueta e poder ampliá-la.

– Se a luminária tiver várias lâmpadas, pode apresentar mais de um reator.

Você pode gostar também de...